O Programa de Empreendedorismo TEF está aberto a empresários de toda a África, quer com novas ideias de arranque, quer com empresas já existentes com menos de 3 anos de existência, a operar em qualquer sector. Os candidatos seleccionados juntar-se-ão aos mais de 9.000 beneficiários actuais, de 54 países africanos, e receberão formação empresarial, orientação, um capital inicial não reembolsável de 5.000 dólares e oportunidades de criação de redes globais.

O Programa é um compromisso de 10 anos, 100 milhões de dólares, para identificar, formar, orientar e financiar 10.000 jovens empresários africanos. O objectivo é criar milhões de empregos e as receitas necessárias para o desenvolvimento sustentável do continente, implementando a filosofia do africapitalismo, que posiciona o sector privado como o motor de crescimento para África e sublinha a importância da criação de riqueza social e económica.

Pode candidatar-se se tiver uma ideia de negócio ou um arranque com menos de 3 anos de existência em qualquer sector e em qualquer país de toda a África.

Benefícios
Os empresários seleccionados irão receber:

  • Formação em gestão empresarial de classe mundial
  • Mentoria
  • $5.000 capital de semente não reembolsável
  • Acesso às principais redes e mercados
  • Oportunidades de trabalho em rede global

ELIGIBILIDADE

  • Aberto a todos os cidadãos e residentes legais de qualquer um dos 54 países africanos. O negócio proposto deve ser registado e operar em África.
  • Os candidatos devem ter 18 anos de idade e não devem ser considerados menores de idade no seu país de residência. Não há limite superior de idade.
  • Os candidatos podem ser excelentes empresários africanos que gerem empresas emergentes existentes com elevado potencial de crescimento e aspirantes a empresários com ideias transformadoras.
  • Todas as empresas devem ser empresas de ideias comerciais ou uma empresa em fase inicial, na faixa dos 0 aos 3 anos de idade.
  • A sua candidatura deve concentrar-se apenas em UM único negócio.
  • Procuram em particular aumentar a representação de falantes de francês, árabe e português, assim como de mulheres empresárias.
  • O programa não está aberto a instituições de investigação, organizações religiosas, empresas comerciais de valor acrescentado, contratantes governamentais e empresas não localizadas em África. As empresas não devem afectar negativamente o ambiente, a vida e a propriedade. As ideias comerciais devem ter fins lucrativos e devem ser o trabalho original daqueles que as apresentam.

Como Aplicar

As aplicações são feitas através do TEFConnect, o centro de redes digitais para o ecossistema empresarial africano, criado pela Fundação.

Clica aqui para candidatares-te.

Categorias

Tags: