As subvenções fazem parte do nosso Projeto de Gestão do Património – África (HerMaP-Africa), que é financiado pelo programa Humanities in Place da Fundação Mellon

A Organização de Gestão do Patrimônio (HERITΛGE) está lançando uma nova chamada para notas conceituais para pequenas doações para organizações, grupos e indivíduos que trabalham com patrimônio na África.

As subvenções fazem parte do nosso Projeto de Gestão do Património – África (HerMaP-Africa), que é financiado pelo programa Humanities in Place da Fundação Mellon. Financiarão projetos que se concentrem na proteção e/ou promoção do património local para o desenvolvimento socioeconómico no continente.

O HerMaP-Africa é possível graças a uma doação de US$ 5 milhões do programa Humanities in Place (https://apo-opa.info/3IXQf2h) da Fundação Mellon, que visa fortalecer os programas da HERITΛGE na África, financiar iniciativas que conectam o patrimônio com o impacto socioeconômico, desenvolver a capacidade das organizações locais e ajudá-las a preservar o patrimônio e a cultura africana.

“Estamos procurando explorar o potencial do patrimônio na África, a fim de fazer a diferença para o desenvolvimento das comunidades locais”, disse o diretor da HERITΛGE, Dr. Evangelos Kyriakidis. “O Heritage tem a capacidade de capacitar e estamos prontos para fazer parcerias com organizações locais em todo o continente para esse fim.”

Os candidatos terão de demonstrar que o seu projeto cumpre um ou mais de três critérios:

1) Sustentabilidade – Nosso foco está em projetos que terão um impacto duradouro, muito além da duração do projeto, por exemplo, proteger os patrimônios da desertificação criando cinturões verdes, preservar/estabilizar/restaurar e reutilizar adaptativamente um edifício histórico para as necessidades da comunidade, pesquisar a paisagem do patrimônio público, instalar painéis solares em locais de patrimônio para gerar renda ou diminuir gastos a longo prazo, construção de infraestrutura turística ecologicamente correta, intervenções diretas que fortaleçam as instituições sociais, como os métodos tradicionais de mediação, etc.

2) Desenvolvimento de capacidades e construção de redes – Incentivamos projetos que fortaleçam as competências locais e estabeleçam laços mais estreitos com organizações de pares na rede HERITΛGE. Os exemplos incluem formação no local de trabalho em conservação preventiva (por exemplo, limpeza ou vedação), intercâmbio de experiências e conhecimentos com outras ONG locais sobre questões comuns, como a desertificação ou a erosão de sítios, formação cooperativa sobre a concepção de exposições em museus, etc.

3) Impacto concreto e comunitário – Incentivamos projetos com rendas fortes e mensuráveis em termos de proteção do patrimônio e benefícios para a população local. Cada projeto deve fornecer indicadores claros do impacto planejado. Estes indicadores dependerão do tipo de trabalho realizado, mas alguns exemplos incluem o aumento da visitação a um local ou programa de património, benefícios financeiros para a comunidade local em termos de aumento das oportunidades de emprego ou criação de empresas locais; receitas turísticas; economia de dinheiro com a instalação de painéis solares; o tamanho da área protegida da desertificação, etc.

Para se candidatar a estas subvenções, preencha o formulário de candidatura de nota conceitual que encontrará aqui (https://apo-opa.info/3KxLtcU) ou visite o nosso site www.HeritageManagement.org.

Categorias

Tags:

pt_PTPortuguese