A abertura das inscrições aconteceu hoje, 29 de julho, num evento copresidido pelo Diretor do Empreendedorismo, Alexsander Ferreira, em representação do Ministro da Juventude, Desporto e Empreendedorismo, e pela Assistente da Representante Residente do PNUD para as Operações, Antónia Daio. Após a primeira volta onde foram selecionados 16 projetos inovadores que apresentassem soluções para responder a pandemia da COVID-19, pretende-se, com esta segunda fase, possibilitar aos jovens nacionais e as pequenas e medias empresas, que viram seus negócios sofrer com esta pandemia, uma oportunidade para poderem começar o processo de recuperação.

Muitos jovens encontram inúmeras barreiras para aceder a fundos e empréstimos na hora de criar pequenas empresas, start-ups, ou empreendimentos sociais. Os obstáculos vão desde os sistemas regulatórios à falta de assistência técnica.

Um jovem empresário também se depara com dificuldades em obter formação, em ter acesso a rede de contatos e aos mercados. Todos estes obstáculos acabam por desanimá-lo e por vezes por fazê-lo desistir da caminhada.

Através desta segunda fase, quer-se apoiar na eliminação de algumas destas barreiras, criando através de incubadoras, espaços para formação, mentoria e facilitação a rede de contactos e financiamentos.  Adicionalmente amparar na criação de start-Ups e na expansão dos negócios já existentes.

Assim, o concurso procura jovens motivados com ideias inovadoras que tragam soluções para um sector tão afetado pela crise como o turismo e toda a cadeia de valor associada, como o artesanato, as pescas, a restauração, a agricultura, etc. Tudo o que atravesse e que culmine para o funcionamento da indústria turística. No final espera-se criar 26 novos negócios e apoiar 12 pequenas e médias empresas já existentes, tanto em São Tomé e Príncipe, como na diáspora.

O Programa Empreende Jovem é uma iniciativa do Ministério da Juventude, Desporto e Empreendedorismo, em parceria com Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, dirigida a apoiar o sector privado com o objetivo último de promover a criação de emprego e, através disto, à melhoria das economias familiares de todos aqueles envolvidos, tanto os empreendedores como os seus funcionários.

Esta iniciativa está alinhada com o apelo feito pelo Governo para uma ação urgente destinada a promoção do empreendedorismo e ao desenvolvimento do sector privado como o canal viável para aliviar e erradicar a pobreza, em linha com o ODS 1, e proporcionar aos santomenses uma vida melhor.

###########

Para mais informações e entrevistas, contactar:

PNUD: Edlena Barros – edlena.barros@undp.org

MJDE: Nelson Mendes – geralempreendedorismostp@gmail.com

https://www.st.undp.org/content/saotome_and_principe/pt/home/presscenter/articles/2019/estao-abertas-as-candidaturas-para-a-2–ronda-do-programa-empree.html

Categorias